Santos e a sós


A solidão sobre a qual escrevo, é aquela que assola a alma de todo cristão fiel que se sente como "um peregrino em terra estranha" e como um estranho até mesmo entre os do seu próprio povo, como o salmista escreveu:
"Tornei-me estranho a meus irmãos, e desconhecido aos filhos de minha mãe" Sl. 69:8
A experiência a sós com Deus às vezes é tão pessoal e profunda que se torna difícil compartilhá-la com outros irmãos.
Mas, esse ponto da "solidão santa" é bem perigoso, porque aqueles que receberam algo novo ou palpável, pela fé, de Deus, acham que têm algo do que se gloriar. Uma cristã do passado disse certa vez:
"Pois, acima de tudo, a contemplação e o amor do Criador diminuem a alma a seus próprios olhos, e a enchem de temor reverente e sincera humildade; manifestando abundância de sentimentos caridosos em relação aos irmãos em Cristo."
Ou seja, uma experiência que leva uma pessoa a se exaltar e a diminuir seus irmãos aos seus próprios olhos certamente não veio da parte do Senhor. Tozer escreveu:
"À medida que crescemos na graça, crescemos em amor para com o povo de Deus. "Todo aquele que ama ao que o gerou, também ama
ao que dele é nascido" (I Jo 5:1)...
Toda verdadeira experiência cristã irá aprofundar nosso amor pelos demais cristãos.
Devemos então concluir que tudo o que nos separa pessoalmente, ou no coração, de nossos irmãos em Cristo, não vem de Deus, mas pertence à carne ou ao diabo. E, de maneira oposta, tudo o que nos leva a amar os filhos de Deus vem provavelmente de Deus. "Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros" (Jo 13:35)"
Sem dúvida um santo que anda a sós com Deus, no significado mais puro da frase, nunca será indiferente a esse mundo e aos perdidos que nele estão, é por causa dos esforços desse tipo de homens que nos encontramos aqui hoje.
Quando falo sobre a solidão dos santos não me refiro àquela que está enraizada no orgulho próprio da religião ou da falsa espiritualidade vivida por alguns. Para esse tipo de solidão voluntária, que é impulsionada pela soberba no íntimo do coração do homem carnal, a cura é o arrependimento e a simplicidade. Como um velho peregrino solitário disse uma vez:
"Devemos deixar de lado todo esforço para impressioná-lO, e ir a Deus com a singeleza de coração da criança...Não importa o que a igreja e as outras religiões digam. Na realidade o que precisamos é de Deus mesmo...Se agirmos dessa forma, Deus nos responderá sem demora."
"Eu disse: confessarei minha iniqüidade ao Senhor" Sl. 32,5
"E tu já perdoaste a impiedade de meu coração" Sl. 32,5
"Deus está próximo dos que trituram seu coração" Sl. 34,18
Agostinho, em dezembro de 399 d.C na continuação do sermão sobre o filho pródigo, disse:
"Quando o homem delibera orar, já lá está Aquele que lá estará quando ele começar a oração."
Há esperança para os soberbos também. Que isso dê ânimo a todos nós. Medite sobre essas coisas.
Agora que a soberba disfarçada e seu fruto podre foram denunciados, podemos continuar.
O Mestre dos mestres mesmo cercado de multidões e de discípulos também passou pelos momentos de solidão e incompreensão.
Frases como,"Ó geração incrédula e perversa, até quando estarei com vocês e terei que suportá-los?..."(Lucas 9:41), podem ser entendidas como um "desabafo".
Não podemos esquecer de que ele é aquele que "veio para os seus e os seus não o receberam" e que era, e ainda é por meio da pregação de sua palavra, "um sinal de contradição" para a vergonha de muitos que tiveram o pensamento de seus corações expostos a luz que vinha de uma gloriosa vida sem pecado.
Isso atraí a atenção dos homens sem Deus e destrói todo crédito que os impostores possam ter. O homem tem a tendência natural de tentar destruir o que não consegue entender ou controlar.
Len Ravenhill disse a respeito da rejeição de Cristo:
"E não há nenhum lugar para Ele na estalagem; ficou um pouco mais velho, não havia nenhum lugar na Sua família, a Sua família o rejeitou... Ele foi ao templo, nenhum lugar no templo, o templo O rejeitou. E quando morreu não havia nenhum lugar para enterrá-lO; Ele morreu fora da cidade. Bem, porque em nome de Deus você espera ser aceito em todo lugar? Como é que o mundo não conseguiu se relacionar com o Homem mais sagrado que já existiu, mas consegue com você e comigo?
Temos feitos acordos?"
Sabendo disso, como podemos esperar sermos aceitos pelos habitantes da terra? Eles crucificaram o nosso Senhor.
E nosso Mestre sofreu sozinho. William B. Tappan pintou esse quadro para nós através desse poema:

"É meia-noite e no alto do monte das Oliveiras
As estrelas que brilhavam se apagaram;
É meia-noite agora no jardim,
O Salvador que sofre ora sozinho.

É meia-noite e afastado de todos,
O Salvador luta só com seus temores;
Nem mesmo o discípulo a quem amava,
Observa o sofrimento e as lágrimas do Mestre."

Os profetas e os cristãos verdadeiros também se dividiram e dividem esse mesmo sentimento.
Sei que alguns podem estar, neste exato momento, falando consigo mesmo:
"Eu não estou sozinho, o Senhor disse que estaria comigo até a consumação dos séculos, esse sentimento de estar só não é de Deus... e etc".
Vejam, Deus conhece a sinceridade do coração de cada um, mas "essa linha de pensamento é muito típica para ser real". As pessoas que negam o
sentimento de solidão na terra, em sua maioria, são aquelas que somente tiveram uma experiência superficial do que deveria ser verdadeiro, no seu entendimento do que é andar com o Senhor, sem conhecer a realidade do que é carregar a cruz nas costas.
Não podemos confundir a sensação de companherismo passada a nós através de nossos amigos com a presença de Deus.

A certeza de que nossa caminhada não é em vão, vem através da fé e não de sentimentos. Do mesmo jeito que as ferramentas mais fortes são usadas para lapidar um diamante, o sofrimento e a solidão são usados para forjar um homem de verdade. No processo,
ele pode ser aperfeiçoado ou destruído, só depende do que ele é feito.
Eu creio e sei, que Deus caminha com homens. Quanto mais nós rejeitarmos ao mundo e ele a nós, estaremos mais satisfeitos no Senhor e Ele em nós. Pois este fato é verdade:
"Habitamos num lugar que não é nosso!"
O mundo não é nossa pátria. Pelo menos não segundo os autores de Filipenses 3:12-20 e de Hebreus 11:13-16.
Tenho pena dos "cristãos" que lutam e exigem de Deus coisas terrenas e temporárias. Que os que anseiam por essas coisa fiquem com elas.
Nós, que queremos ao Senhor, devemos ser como a tribo de Levi, a qual recebeu o maior tesouro. O próprio Senhor(Nm. 18:20).
Eles não tiveram uma parte significativa da herança terrena, mas tiveram o maior de todos os tesouros, o nosso Deus e Pai, a Ele a glória pra todo sempre. Amém. Nós que aguardamos nossa herança, aquele que virá nos encontrar, temos motivos para nos alegrar na lembrança do Seu precioso sacrifício na cruz e na esperança que está por vir. Então, vamos suportar com paciência essa tempestade que vem contra nós, pois chegaremos do outro lado do lago.
"A mulher, quando está para dar à luz, tem tristeza, porque a sua hora é chegada; mas, depois de nascido o menino, já não se lembra da aflição, pelo prazer que tem de ter nascido ao mundo um homem. Do mesmo jeito vocês estão tristes agora; mas eu os verei outra vez; o coração de vocês se alegrará, e essa alegria ninguém
poderá tirar." João 16:21-22

Sabemos que no fim das contas "Nenhum escravo não é maior do que o seu senhor". Se ele se sentiu só nos sentiremos também.

João Vítor

Lágrimas, a preciosa falta delas


“Ambos os lados sabem que estão errados. Ele teme que eles descubram que o sermão que está sendo pregado foi preparado às pressas, de qualquer maneira e teve sua ‘inspiração’ em uma pregação que foi disponibilizada em algum site da Internet. Eles, por sua vez, temem que ele desconfie que todos não estão entendendo, corcordando ou vivendo o que está sendo pregado”.

Essa foi à narrativa de um culto evangélico no momento da "palavra".

Infelizmente, muitas das coisas que estão saindo dos púlpitos são cópias, e às vezes, clones, dependendo da falta de personalidade, empenho e, principalmente, espiritualidade do autor do sermão que está sendo baixado do "mundo On-Line", ou copiado dos livros(no caso dos pregadores e pastores que lêem) e etc.
Não, eu não sou contra a ouvir pregações, fazer referências aos bons autores do passado e do presente, repetir algumas frases e pensamentos. Não é a esse tipo de coisas que me refiro, mas sim, às pessoas que perdem suas personalidades, comunhão com Deus e busca na inesgotável Palavra do Senhor, por causa de "grandes homens de Cristo", quer estejam eles mortos ou vivos.
É óbvio que a igreja evangélica também tem seus ídolos, estão disfarçados, mas existem.
Sei também, que a admiração pode levar à semelhança, mas a semelhança não deve de maneira alguma mudar a essência de quem você é. Os trejeitos, sotaque e manias geradas pela convivência com alguém nunca mudarão o caráter de ninguém. Deus nos transforma à imagem de seu Filho amado, Jesus Cristo, por já estar mudando a nossa essência dentro de nós, a obra que ele faz é de dentro pra fora, não o inverso. Ninguém será reconhecido como filho dos céus por imitar o falso Cristo interpretado nos filmes.

O povo que vai nas igrejas(me refiro aos "crentes" desse modo, pois não tenho coragem de generalizar e chamar de igreja aquilo que não consigo acreditar que o é) está se tornando cada vez mais apático, indiferente e com a "fama de estar vivo, mas está morto".
E assim como sempre foi na história de Israel e o é hoje, o problema vêm deles, os líderes. Não que eu esteja tirando a responsabilidade de alguns e lançando sobre as costas de outros. Mas existe uma responsabilidade na liderança, e não podemos negá-la.
E creio que muitos dos problemas de hoje vêm tanto dos quadros semelhantes a narrativa do ínicio deste texto, quanto da falta de vida nos púlpitos hoje em dia.
Barulhos e reações emocionais não são sinais de vida e nem me preocupam tanto, a luta contra a morte é uma das partes naturais de qualquer organismo que seja vivo. Isso é óbvio.
Assista a um video sobre aborto e você entenderá melhor.

O que me aflige mais é a morte espiritual; um antigo mestre da vida escreveu:
"A bíblia foi escrita com lágrimas e aos que choram revelará os seus melhores tesouros.
Deus não tem nada a dizer ao indivíduo indiferente"

Um outro sábio escreveu:

"A tragédia da vida de um homem é o que morre dentro dele enquanto ele vive”.

A falta de paixão, no bom sentido da palavra, me preocupa. O amor por Deus e pelo próximo também, pois não existem mais. Não falo de sentimentos, arrepios e outras coisas triviais, mas sim, das atitudes e das vontades de agir conforme a bíblia nos orienta a respeito desse amor que está em falta nos meios cristãos.

Jeremias estava certo quando disse nos tempos passados:
"Até os chacais oferecem o peito para amamentar seus
filhotes, mas meu povo não tem mais coração;" Lamentações 4:3

O amor desse homem pelo seu povo, mesmo sofrendo altos e baixos como o nosso amor falho sofre, é quase inacreditável:

"Ah, se a minha cabeça fosse uma fonte de água e os meus olhos um manancial de lágrimas! Eu choraria noite e dia pelos mortos do meu povo”.Jeremias 9:1

"Mas, se vocês não ouvirem eu chorarei em segredo por causa do orgulho de vocês. Chorarei amargamente, e de lágrimas os meus olhos transbordarão, porque o rebanho do Senhor foi levado para o cativeiro" Jeremias 13:17

Diga-lhes isto:
“Que meus olhos derramem lágrimas, noite e dia sem cessar” Jeremias 14:17

"Rios de lágrimas correm dos meus olhos porque o meu povo foi destruído. Meus olhos choram sem parar, sem nenhum descanso, até que o Senhor contemple dos céus e veja" Lamentações 3:48-50

Não afirmo que a tristeza segundo o mundo seja algo saudável, mas creio que aquela que é trazida pelo Espírito a nós é com certeza mais útil do que as maiores alegrias que podem ser proporcionadas nesta terra.
Os Cristãos enxergam melhor entre as lágrimas do que entre os sorrisos, são mais fortes quando estão mais fracos e ganham a vida quando estão dispostos a perdê-la. Esse é o nosso chamado.
Mas que fique claro, que não falo sobre a "tristeza por causa dos seus muitos pecados”.
Lamentações 1:5b, se você está vacilando em alguma área seja sincero consigo mesmo e pare de pecar.

Que nós possamos largar os nossos ídolos caseiros e buscar a face daquele que é a nossa única esperança.
Que possamos ter nossas mentes e corpos vivos e ativos a serviço do Rei.
Que possamos ter lágrimas de arrependimento.
Que possamos ter lágrimas de compaixão, assim como nosso Mestre teve diante de uma das irmãs de Lázaro.
Que possamos ter lágrimas de tristeza profunda pelos nossos irmãos que se desviaram da fé e se tornaram inimigos da cruz de cristo.
Que possamos ter lágrimas de súplicas a Deus por causa dos homens de olhos secos que estão liderando o povo.
Que possamos ter lágrimas de anseio pela nossa entrada no reino celestial de nosso Pai que está nos céus.

Antes de encerrar o texto, quero fazer algumas observações:

*Escrevi de forma franca, mas não quero ser somente mais uma "voz inconveniente" que se auto-promove a profeta;
*Meu desejo é a edificação dos irmãos;
*Também gostaria de ter mais lágrimas escorrendo pela minha face;

"Assim diz o Senhor:
Ponham-se nas encruzilhadas e olhem; perguntem pelos caminhos antigos, perguntem pelo bom caminho. Sigam-no e acharão descanso”. Jeremias 6:16a

Que possamos voltar ao antigo Caminho e voltar ao antigo Poder!!!

Por João Vítor

RECOMENDAÇÕES PRA SE VIVER BEM



O Último Sermão Em 24 de agosto de 1662, dois mil ministros puritanos do evangelho foram excluídos de seus púlpitos, tendo recebido a ordem de não mais pregarem em público. O Ato de Uniformidade, baixado pelo parlamento inglês, conhecido pelos evangélicos como a Grande Ejeção, pairava por sobre a Inglaterra como uma nuvem espessa. Muitos líderes eclesiásticos da Igreja Anglicana, a religião oficial, estavam forçando os puritanos a cessarem suas prédicas ou a se moldarem à adoração litúrgica decretada por lei. Muitos ministros preferiam o silêncio à transigência. Com olhos marejados de lágrimas, milhares de cristãos humildes ouviram seu último sermão no domingo imediatamente anterior à data em que o Ato se tornaria lei. E, naquele último domingo de liberdade, os ministros puritanos provavelmente pregaram os seus melhores sermões. O sermão que passamos a transcrever, de modo um tanto abreviado, foi pregado por Thomas Watson a seu pequeno rebanho.
Antes que eu me vá, devo oferecer alguns conselhos e orientações para vossas almas. Eis as vinte instruções que tenho a dar a cada um de vós, para as quais desejo a mais especial atenção:

1)Antes de tudo, observa tuas horas constantes de oração a Deus, diariamente. O homem piedoso é homem "separado" (Sl 4.3), não apenas porque Deus o separou por eleição, mas também porque ele mesmo se separa por devoção. Inicia o dia com Deus, visita-O pela manhã, antes de fazeres qualquer outra coisa. Lê as Escrituras, pois elas são, ao mesmo tempo, um espelho que mostra as tuas manchas e um lavatório onde podes branquear essas máculas. Adentra ao céu diariamente, em oração.

2) Coleciona bons livros em casa. Os livros de qualidade são como fontes que contêm a água da vida, com a qual poderás refrigerar-te. Quando descobrires um arrepio de frio em tua alma, lê esses livros, onde poderás ficar familiarizado com aquelas verdades que aquecem e afetam o coração.

3) Tem cuidado com as más companhias. Evita qualquer familiaridade desnecessária com os pecadores. Ninguém pode apanhar a saúde de outrem; mas pode-se apanhar doenças. E a doença do pecado é altamente transmissível. Visto não podermos melhorar os outros, ao menos tenhamos o cuidado de que eles não nos façam piores. Está escrito acerca do povo de Israel que "se mesclaram com as nações e lhes aprenderam as obras" (Sl 106.35). As más companhias são as redes de arrastão do diabo.

4) Cuidado com o que ouves. Existem certas pessoas que, com seus modos sutis, aprendem a arte de misturar o erro com a verdade e de oferecer veneno em uma taça de ouro. Nosso Salvador, Jesus Cristo, aconselhou-nos: "Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores" (Mt 7.15). Sê como aqueles bereanos que examinavam as Escrituras, para verificar se, de fato, as coisas eram como lhes foram anunciadas (At 17.11). Aos crentes é mister um ouvido discernidor e uma língua crítica, que possam distinguir entre a verdade e o erro e ver a diferença entre o banquete oferecido por Deus e o guisado colocado à sua frente pelo diabo.

5) Segue a sinceridade. Sê o que pareces ser. Não sejas como os remadores, que olham para um lado e remam para outro. Não olhes para o céu, com tua profissão de fé, para, então, remar em direção ao inferno, com tuas práticas. Não finjas ter o amor de Deus, ao mesmo tempo que amas o pecado. A piedade fingida é uma dupla iniqüidade. Que teu coração seja reto perante Deus. Quanto mais simples é o diamante, tanto mais precioso ele é; e quanto mais puro é o coração, maior é o valor que Deus dá à sua jóia. O salmista disse sobre Deus: "Eis que te comprazes na verdade no íntimo" (Sl 51.6).

6) Nunca te esqueças da prática do auto-exame. Estabelece um tribunal em tua própria alma. Tem receio tanto de uma santidade mascarada quanto de ires para um céu pintado. Julgas-te bom porque outros assim pensam de ti? Permite que a Palavra seja um ímã com o qual provarás o teu coração. Deixa que a Palavra seja um espelho, diante do qual poderás julgar a aparência de tua alma. Por falta de autocrítica, muitos vivem conhecidos pelos outros, mas morrem desconhecidos por si mesmos. "De noite indago o meu íntimo", disse o salmista (Sl 77.6).

7) Mantém vigilância quanto à tua vida espiritual. O coração é um instrumento sutil, que gosta de sorver a vaidade; e, se não usarmos de cautela, atrai-nos, como uma isca, para o pecado. O crente precisa estar constantemente alerta. Nosso coração se assemelha a uma "pessoa suspeita". Fica de olho nele, observa o teu coração continuamente, pois é um traidor em teu próprio peito. Todos os dias deves montar guarda e vigiar. Se dormires, aí está a oportunidade para as tentações diabólicas.

8) O povo de Deus deve reunir-se com freqüência. As pombas de Cristo devem andar unidas. Assim, um crente ajudará a aquecer ao outro. Um conselho pode efetuar tanto bem quanto uma pregação. "Então, os que temiam ao SENHOR falavam uns aos outros" (Ml 3.16). Quando um crente profere a palavra certa no tempo oportuno, derrama sobre o outro o óleo santo que faz brilhar com maior fulgor a lâmpada do mais fraco. Os biólogos já notaram que há certa simpatia entre as plantas. Algumas produzem melhor quando crescem perto de outras plantas. Semelhantemente, esta é a verdade no terreno espiritual. Os santos são como árvores de santidade. Medram melhor na piedade quando crescem juntos.

9) Que o teu coração seja elevado acima do mundo. "Pensai nas coisas lá do alto" (Cl 3.2). Podemos ver o reflexo da lua na superfície da água, mas ela mesma está acima, no firmamento. Assim também, ainda que o crente ande aqui em baixo, o seu coração deve estar fixado nas glórias do alto. Aqueles cujos corações se elevam acima das coisas deste mundo não ficam aprisionados com os vexames e desassossegos que outros experimentam, mas, antes, vivem plenos de alegria e de contentamento.

10) Consola-te com as promessas de Deus. As promessas são grandes suportes para a fé, que vive nas promessas do mesmo modo que o peixe que vive na água. As promessas de Deus são quais balsas flutuantes que nos impedem de afundar, quando entramos nas águas da aflição.

11) Não sejas ocioso, mas trabalha para ganhar o teu sustento. Estou certo de que o mesmo Deus que disse: "Lembra-te do dia de sábado, para o santificar", também disse: "Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra". Deus jamais apoiou qualquer ociosidade. Paulo observou: "Estamos informados de que, entre vós, há pessoas que andam desordenadamente, não trabalhando; antes, se intrometem na vida alheia. A elas, porém, determinamos e exortamos, no Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando tranqüilamente, comam o seu próprio pão" (2 Ts 3.11-12).

12) Ajunta a primeira tábua da Lei à segunda, isto é, piedade para com Deus e eqüidade para com o próximo. O apóstolo Paulo reúne essas duas idéias, em um só versículo: "Vivamos, no presente século... justa e piedosamente" (Tt 2.12). A justiça se refere à moralidade; a piedade diz respeito à santidade. Alguns simulam ter fé, mas não têm obras; outros têm obras, mas não têm fé. Alguns se consideram zelosos de Deus, mas não são justos em seus tratos; outros são justos no que fazem, mas não têm a menor fagulha de zelo para com Deus.

13) Em teu andar perante os outros, une a inocência à prudência. "Sede, portanto, prudentes como as serpentes e símplices como as pombas" (Mt 10.16). Devemos incluir a inocência em nossa sabedoria, pois doutro modo tal sabedoria não passará de astúcia; e precisamos incluir sabedoria em nossa inocência, pois do contrário nossa inocência será apenas fraqueza. Convém que sejamos tão inofensivos como as pombas, para que não causemos danos aos outros, e que tenhamos a prudência das serpentes, a fim de que os outros não abusem de nós nem nos manipulem.

14) Tenha mais medo do pecado que dos sofrimentos. Sob o sofrimento, a alma pode manter-se tranqüila. Porém, quando um homem peca voluntariamente, perde toda a sua paz. Aquele que comete um pecado para evitar o sofrimento, assemelha-se ao indivíduo que permite sua cabeça ser ferida, para evitar danos ao seu escudo e capacete.

15) Foge da idolatria. "Filhinhos, guardai-vos dos ídolos" (1 Jo 5.21). A idolatria consiste numa imagem de ciúme que provoca a Deus. Guarda-te dos ídolos e tem cuidado com as superstições.

16) Não desprezes a piedade por estar sendo ela perseguida. Homens ímpios, quando instigados por Satanás, vituperam, maliciosamente, o caminho de Deus. A santidade é uma qualidade bela e gloriosa. Chegará o tempo quando os iníquos desejarão ver algo dessa santidade que agora desprezam, mas estarão tão removidos dela como agora estão longe de desejá-la.

17) Não dá valor ao pecado por estar atualmente na moda. Não julga o pecado como coisa apreciável, só porque a maioria segue tal caminho. Pensamos bem sobre uma praga, só porque ela se torna tão generalizada e atinge a tantos? "E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as" (Ef 5.11).

18) No que diz respeito à vida cristã, serve a Deus com todas as tuas forças. Deveríamos fazer por nosso Deus tudo quanto está no nosso alcance. Deveríamos servi-Lo com toda a nossa energia, posto que a sepultura está tão perto, e ali ninguém ora nem se arrepende. Nosso tempo é curto demais, pelo que também o nosso zelo de Deus deveria ser intenso. "Sede fervorosos de espírito, servindo ao Senhor" (Rm 12.11).

19) Faze aos outros todo o bem que puderes, enquanto tiveres vida. Labuta por ser útil às almas de teus semelhantes e por suprir as necessidades alheias. Jesus Cristo foi uma bênção pública no mundo. Ele saiu a fazer o bem. Muitos vivem de modo tão infrutífero, que, na verdade, suas vidas dificilmente são dignas de uma oração, como também seu falecimento quase não merece uma lágrima.

20) Medita todos os dias sobre a eternidade. Pois talvez seja questão de poucos dias ou de poucas horas - haveremos de embarcar através do oceano da eternidade. A eternidade é uma condição de desgraça eterna ou de felicidade eterna. A cada dia, passa algum tempo a refletir a respeito da eternidade.Os pensamentos profundos sobre a eterna condição da alma deveriam servir de meio capaz de promover a santidade. Em conclusão, não devemos superestimar os confortos deste mundo. As conveniências do mundo são muito agradáveis, mas também são passageiras e logo se dissipam. A idéia da eternidade deve ser o bastante para impedir-nos de ficar tristes em face das cruzes e sofrimentos neste mundo. A aflição pode ser prolongada, mas não eterna. Nossos sofrimentos neste mundo não podem ser comparados com nosso eterno peso de glória. Considerai o que vos tenho dito, e o Senhor vos dará entendimento acerca de tudo.

O Guerreiro atingido no coração


"O Guerreiro astuto não atinge seu oponente direto na mente ou no corpo...ele o atinge no coração" Duende Verde, filme Homen-Aranha

Todos sabemos que uma pode ser considerada "viva" mesmo perdendo uso parcial ou total cérebro. A isso nós chamamos de estado vegetativo ou morte cerebral.
Infelizmente o mesmo não ocorre com o coração. Ele é um ponto vital do corpo e sem ele não há maneira de haver vida, naturalmente falando. Uma ferida nele
é mortal.

A frase citada a cima não menciona o orgão do corpo humano em si, mas sim, o tesouro que está guardado em nossa alma. Jesus disse:" Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração" Mt. 6:21.
E por essa devida importância, gostaria de fazer um alerta,"Guardem os seus corações com toda a atenção!!!"
Satanás tem usado a vida sentimental e os relacionamentos para acabar com muitas pessoas, independente da idade, sem sombra alguma de dúvida.

Quem não conhece alguém que largou tudo por causa do namoro???
Quem não conhece alguém que esfriou para com Deus depois que começou a namorar??
Qual namorado que ao beijar sua amada só pensa nos seus dentes???
Quantas garotas sofrem e acabam cedendo à pressão do namorado de deixar ele passar a mão onde não deve???
Quantas feridas na área sentimental já estão no coração de jovens que ainda nem começaram a viver direito???
Quantos casamentos estão destruídos hoje por causa daquilo que o casal plantou tempos atrás???
Quando o amor gerado de forma tão natural e pura pode se tornar uma das ferramentas do inimigos de nossas almas contra nós???

e etc...quem for sincero consigo mesmo e com Deus vai entender muito bem onde eu quero chegar.

Sabemos que as feridas causadas por quem se ama são bem mais profundas dos as que foram causadas pelos nosso inimigos, o diabo também sabe disso.

"Um guerreiro atingido no coração perde a força, a emoção. E sente a sua vida escorrer pelo peito, lugar aonde ele a sentia se manifestar"

Minhas palavras serão no mínimo repetitivas se eu abordasse esse assunto, outros irmãos que tem falado sobre esse tipo de relacionamento podem ajudar.
Por isso quero recomendar aos leitores do Blog alguns livros:

*Namoro, Biscoitos e um grabde problema!, Jeff Fromholz - Disponível para download gratuito e venda no site www.geracaobenjamim.com

*No Sex, até casar, Jeff Fromholz - Disponível para venda no site www.geracaobenjamim.com

*Eu Disse Adeus ao Namoro - JOSHUA HARRIS - Disponível em livrarias e sites especializados

Não tenho nenhum fim lucrativo...meu desejo é só alertar meus irmãos. E também nenhum desses livros é sobre "corte" ou alguma outra fórmula para relacionamentos.

Lembrem-se uma ferida no coração pode tirar de nós a vida, não podemos tratar esse assunto de qualquer maneira!!!

Deus nos guie...

João Vítor

Comunhão com Deus


Comunhão com Deus

Mesmo com sua vital necessidade de relacionamento, o homem(humanidade) nunca irá por si próprio buscar um relacionamento com Deus, seja por incredulidade ou por não sentir nenhuma necessidade disso. Ninguém pode se achegar a Jesus se o Senhor não o
trouxer(Jo. 6:44), isso é fato.
Quando eu falo sobre relacionamento com Deus não me refiro as tradições e ritos encontrados nas religiões espalhadas pelo mundo. Pois sei que muitos dos que buscam a religião na verdade só desejam, no seu íntimo, mais uma espécie de entreterimento ou algum alívio momentâneo.
Hoje, temos muitos templos cheios de pessoas que procuram, de forma até insistente, algum conforto, consolo, esperança, benefício e entre outras coisas que são anunciadas no "pacote gospel" divulgado nos púlpitos em nossos dias.
Procuram somente as soluções que o "deus todo-poderoso" apresentado a eles pode oferecer, assim como em qualquer outra religião, seita e etc, seja ela denominada evangélica ou não.
Infelizmente o "Circo de Domingo", chamado de igreja, tem atraído cristãos que mais se preocupam com a diversão dentro do templo do que com o fato de se aprender e ensinar a como se relacionar com Deus dentro e fora dele.
E é bem no meio desse quadro que nos encontramos, escavando mais fundo para encontrarmos o mesmo tesouro que certa vez fez um homem vender tudo o que tinha(Mt. 13:44) e dedicar-se totalmente a ele.

Até para o "mundo" sem Deus e sem Cristo a comunhão entre pessoas tem um significado mais profundo do que é falado nas igrejas hoje em dia.
Vejamos um dos significados para comunhão encontrado no mini-Aurélio:
"4.Ato, ou a condição de compartilhar das mesmas idéias, valores, sentimentos"
Essa explicação chega bem mais perto do sentido que Paulo descreveu em ICo. do que as que saem dos púlpitos cristãos atualmente.
Quero deixar algumas perguntas:
1- Você se preocupa com a opnião de Deus nos assuntos da sua vida, ou Ele é somente o cara que assina no final da folha aprovando o seu projeto pessoal?
2-Qual tem sido a direção que Deus lhe deu para esses últimos tempo?
3-Você tem estado muito ocupado para ouví-lo?
4-Você tem estado muito ocupado para consultá-lo?
5-Você só considera vindas de Deus somente as direções que "já estavam no seu coração"?

As Escrituras nos mostram que a comunhão com Deus consiste em muito mais do que passar todo o tempo somente falando e pedindo coisas pra Ele. Elas nos mostram que o fato de compartilhar as coisas com Deus nos leva a nos interessarmos por Ele, e isso é óbvio.

"Como são preciosos para mim os teus pensamentos, ó Deus!
Como é grande a soma deles! Se eu os contasse, seriam mais
do que os grãos de areia. Se terminasse de contá-los, eu
ainda estaria contigo." Salmos 139:17-18

"Bendirei ao Senhor, que me aconselha; na escura noite o meu coração ensina!" Salmos 16:7

Viver em obediência a Deus, assim como Cristo, é um dos frutos da comunhão com Ele:
"Se afirmarmos que temos comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade." IJo. 1:6
"Sabemos que permanecemos nele, e ele em nós, porque ele nos deu seu Espírito."I João 4:13
"E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo." Romanos 8:9b

Graças a Deus, o Senhor da nossa salvação, que podemos ter comunhão com Ele. Não deixemos nada ficar entre Deus e nós a não ser Jesus Cristo nosso Senhor.

Deus foi quem primeiro nos procurou e nunca é o primeiro a se afastar.

Comunhão e unidade da igreja

Se me pergutassem qual verscículo mais apropriado a situação da igreja atual em relação à comunhão, citaria:
"Filhinhos não amemos de palavra nem de boca, mas em ação e verdade." I João 3:18
O que acho mais interessante nesse terceiro capítulo da carta de São João é que um verscículo antes ele trata ferozmente sobre a questão de investir nos irmãos
não somente com orações, mas também com ações.
Quantos Pastores se esquecem de suas viúvas e dos ófãos? Quantos "irmãos" estão testemunhando sobre os seus carros, tênis, empresas e etc, e não investem nem um centavo na vida da pessoas que está do seu lado na igreja? Quantas igrejas se preocupam mais em colocar bancos agradáveis na igreja e construir áreas de lazer do que
investir na vida do irmão que está sendo despejado por que não conseguiu pagar o aluguel atrasado? Será que elas são realmente igrejas? Será que realmente
existem realmente cristão dentro delas?

"E eles nos reconhecerão pelas nossas camisas", frase dita há algum tempo e que faz muito sentido hoje em dia...

Jesus orou:
"Dei-lhes a glória que me deste, para que eles sejam um, assim como nós somos um: eu neles e tu em mim. Que eles sejam levados à plena unidade, para que o mundo saiba que tu me enviaste, e os amaste como igualmente me amaste" João 17:22,23
Será que diante dessa declaração vinda do próprio Senhor da Igreja podemos afirmar, diante dos homens e em nossos corações, que a tão famosa e mencionada
"Comunhão" consiste em somente passar algum tempo sentado ao lado de algum desconhecido em algum templo religioso? De maneira nenhuma!!!

Paulo nos afirma:
"Peço a vocês, queridos irmãos, pela autoridade de nosso Senhor Jesus Cristo, que vivam em harmonia um com o outro. Não deixem existir divisões na igreja.
Mas sejam completamente unidos numa só maneira de pensar, num só propósito." I Coríntios 1:10

"Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações." Atos 2:42

"O Deus que concede perseverança e ânimo dê-lhes um espírito de unidade, segundo Cristo Jesus, para que com um só coração e uma só voz vocês glorifiquem ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo." Romanos 15:5-7

"Nós, porém, irmãos, privados da companhia de vocês por breve tempo, em pessoa, mas não no coração, esforçamo-nos ainda mais para vê-los pessoalmente, pela saudade que temos de vocês."I Tessalonicensses 2:17

"porque ouço falar da sua fé no Senhor Jesus e do seu amor por todos os santos. Oro para que a comunhão que procede da sua fé seja eficaz no pleno conhecimento de Cristo." Filemon 5-9

Está claro o que é comunhão no sentido bíblico real e natural das coisas.

"A escritura não engana o homem se ele não se engana." Agostinho

Algumas perguntas:
1-Quantos de nós já fingimos gostar de alguém na igreja?
2-Quantos já foram "obrigados" pelos "ministros" a tratar com intimidade alguém que não conhecia ou tinha o mínimo de intimidade?
3-Quantos já mentiram afirmando que amavam o irmão do lado, cuja a face você nunca viu antes?

É claro que o amor que nos é ordenado por Deus é muito mais além do que sentimentos, ele ultrapassa a área do sentimental e é manifesto em ações. Qualquer cristão sincero consigo mesmo sabe disso. A ordem na palavra é para amarmos "em ação e verdade". Nenhum ser normal desenvolve um relacionamenteo instantâneo com o seu próximo, isso até mesmo com Deus."Conheçamos o Senhor; e esforcemo-nos por conhecê-lo." Oséias 6:3

Devemos nos lembrar que nenhum de nós é perfeito, as deformidades do nosso caráter corrompido pelo pecado podem gerar atritos, sobre isso certa vez
Jonathan Edwards escreveu:

"O pecado engana facilmente porque controla a vontade humana, e isso altera o Julgamento. Quando o desejo prevalece, predispõe a mente a aprová-lo. Quando o pecado influencia nossas preferências, ele parece agradável e bom. A mente é naturalmente predisposta a pensar que tudo o que é agradável é correto. Portanto, quando um desejo pecaminoso vence a vontade, também lesa o entendimento. Quanto mais uma pessoa
anda no pecado, provavelmente, mais a sua mente será obscurecida e cega. Assim que o pecado assume o controle das pessoas."

E Tozer disse:
"O pensamento instiga o sentimento, e o sentimento dispara a ação. Assim fomos feitos, e em que podemos aceitá-lo. Conquanto os nossos pensamentos instiguem os nossos sentimentos, e assim influenciem fortemente a nossa vontade, é contudo certo que a vontade pode e deve ser a senhora dos nossos pensamentos."

E a Palavra nos orienta:
"O amor deve ser sincero. Odeiem o que é mau; apeguem-se ao que é bom. Dediquem-se uns aos outros com amor fraternal. Prefiram dar honra aos outros mais do que a si próprios" Romanos 12:9,10

Sabendo de tudo isso, é no mínimo estranho quando alguém que falta alguns domingos na igreja é acusado de não estar tendo "comunhão" com os outros irmãos.

João Vitor

O Mundo Influenciando Cristãos


Quando Deus é a principal realidade no universo e é tratado como uma não-realidade, eu tremo diante da ira que está sendo entesourada. Eu sou capaz de ficar chocado. Muitos cristãos estão sedados com a mesma droga que o mundo está. John Piper

O que pode se esperar de um mundo conduzido por homens totalmente depravados e maus, um mundo onde potestades e principados vagam, exercendo sua crueldade nos filhos da desobediência, buscando tragar os que estão na fé.
Na verdade sabemos que os ‘’frutos’’ das trevas não podem ser bons, que um homem moralmente falando pode até exercer algumas coisas ‘’boas’’, mas ainda sim ele é um inimigo de Deus, nada a não serem pecados pode ser esperar de bom quando falamos do sistema mundano.
Espero que todos os cristãos que lêem suas bíblias e já se relacionaram ou relacionam de alguma forma com o mundo estejam convictos de que o mundo é um sistema que aprisiona e mantém pessoas em seus pecados e as atrai a outros.
O objetivo do texto não é focar no tamanho da podridão do mundo, para descobrir te faço um desafio de ler a sua bíblia e buscar conhecer o Deus Santo que existi, meu objetivo é focar na influência da podridão atualmente, levá-lo a uma analise pessoal e uma reflexão…

O MUNDO ESTÁ CRUCIFICADO PARA VOCÊ OU O FASCINA?

É de se surpreender como nós humanos nos aprisionarmos fácil as coisas passageiras do mundo, devido a nossa visão pequena de tempo o homem natural não consegue encaixar em sua mente a diferença que tem alguns anos vividos comparados com uma eternidade, é difícil para um homem manchado pelo erro distinguir entre a luz e as trevas fica meio embaçado a distinção do errado e do certo, temos, tendência errada de nivelar os erros, por exemplo, consideremos um homem casado que começa a ser relacionar com outra mulher damos o nome desse ato de adultério e geralmente nos grupos evangélicos quando um caso desse é descoberto isso se tornar um ‘’escândalo’’ mas o incrível, é que a maioria das pessoas não tendem a tratar da mesma forma quando alguém desvia seu olhar cobiçando uma outra mulher que não seja sua esposa, afinal não é os dois casos adultério? Os dois não são o mesmo pecado diante de Deus? Se não houve arrependimento os dois não levaram ao inferno? (Mt 5: 27-29).
Essa é uma grande falha (atual ou antiga é muito visível), o homem ignorar certos tipos de pecados dando uma ênfase somente naqueles pecados que trazem conseqüências piores aqui na terra, mas todo tipo de pecado irá ser julgado tanto um assassinato quanto uma ‘’simples mentirinha’’.
Infelizmente esse tipo de consideração também é visto em relação ao mundo, como o mundanismo tem afetado as pessoas que carregam o nome de Cristo em suas bocas e como isso tem sido ignorado por muitos, me entristeço ao ver o povo evangélico tentando juntar as coisas do mundo com o cristianismo, amigos isso é impossível é a mesma coisa de tentar juntar água e óleo simplesmente não dar, os dois se opõe o mundo rejeita a Cristo, e o cristianismo rejeita o mundo ou é um ou é outro.

O mundo tem influenciado o povo evangélico atual. Dês de pequeno cresci ouvindo e até cria que o crente mundano era aquele que ia a bailes, que ouvia músicas seculares, que bebia, que fumava que às vezes falava palavrões e somente esses eram os mundanos, mas o crescimento me fez compreender que a maioria desses‘’crentes’’ até são mundanos mas não pelo fato de fumarem, beberem ouvirem musicas secular, mas por amarem o mundo e seus pecados, o ensinamento sobre mundo que religião oferece hoje em dia é derivado de um medo de encarar a cultura e confrontar os pecados (não confrontam porque os interesses são mas altos) por isso encontramos um numero grande de religiosos legalistas generalizando tudo se tornando grandes ascéticos e um número imenso de crentes mundanos.


Mas os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera. Marcos 4:19


Cristo nos deixa claro de como o mundanismo impede a frutificação da palavra, o que me indigna é ver os textos referentes a mundo negligenciados pela os crentes há uma classe de supostos convertidos que tem sufocado a palavra com o seu zelo pelas coisas do mundo vivendo em meio a espinhos, cheios de cuidado com as coisas deste mundo, fascinados por riquezas e ambiciosos vivendo um evangelho artificial, não é isso que o atual cristianismo tem oferecido hoje? O evangelho que motiva as pessoas estar baseado em seus próprios benefícios e não no Amor a Deus. Com isso a influência mundana tem surtido um imenso numero de crentes egoístas e mornos, vejamos uns exemplos da grande influência no povo cristão.

1. TELEVISÂO: Não há como ignorar. Se ainda existe dúvidas dessa influência nos crentes modernos vai na casa de 15 famílias evangélicas após o horário de trabalho, nessa semana e observe os programas que estão vendo, me admiro como que pessoas que professam a fé cristã consegue se estagnar na frente de uma TV para assistir novelas, filmes que só influenciam ao pecado, horas e horas perdidas com programas esportivos, e ainda por cima colocarem seus filhos diante de uma podreira, diante de todo o conteúdo da Televisão a maior parte é futilidade é impressionante como as devocionais familiares foram trocadas por horas diante de uma tela.

Desligue! Você não precisa dela para nada importante. É um lugar mortal para tentar descansar a mente. Você fica sem condições de interagir de modo importante. Sua banalidade arrebatadora, suas insinuações sexuais e seus valores que desprezam a Deus não têm nenhum efeito enobrecedor na alma humana. Ela mata o Espírito. Ela afasta a Deus. Ela extingue a oração. Ela apaga a Bíblia. Ela barateia a alma. Ela destrói o poder espiritual. Ela corrompe quase qualquer coisa.” (John Piper, Covenant Life Church, em 2001.).

Gostaria de incluir junto com a televisão outro meio de comunicação a Internet, quantos não jogam seus tempos fora diante de uma pagina de Orkut, facebook, e-mails, MSN, jogos alimentando se pela superficialidade do mundo virtual, isso é uma espécie de mundanismo como você utiliza esse meio determinara o nível da influência do mundo em você.

2. FACULDADE: Um dos medos no mundo é de não se alcançar uma estabilidade financeira e um conforto (apesar deles nunca alcançarem o ‘’conforto’’ que desejam) a cada dia mas vemos um medo nas pessoas de ficarem para traz e isso é obvio vindo de um sistema de alto consumo, a cada dia mas manipulam as pessoas com seus desenvolvidos programas de marketing, e todos sabemos como o mercado de trabalho a cada dia mas requer uma qualificação o desenvolvimento de uns requer o desenvolvimento de outros, devido a isso o mundo pira com os estudos com o objetivo de lucrar, Eles dizem vão para faculdade se não, não venceram na vida, observo o tamanho da preocupação nos jovens que convivo com seus vestibulares pensam que seu futuro dependerá daquela prova estão cegos num mundo competitivo vivem querendo ganhar. E os que se dizem enxergar porque ensinam isso? E os jovens que dizem conhecer a verdade porque se prendem tanto nisso? Qual a tua motivação em cursar uma faculdade. Aquele que faz uma faculdade ou observa a maioria dos universitários sabem como esses jovens vivem fascinados pelo mundo e seus prazeres um exemplo claro de que eles querem o mundo é seus trotes, saem cheios de tintas com os cabelos raspados com roupas rasgadas, e um copinho pedindo dinheiro para juntar e comprar bebidas para chapar a cara. Amigos pais é para ai que vocês mandam seus filhos com o objetivo de vê-los vencendo na vida, sinto em lhe dizer se eles não estiverem indo com a motivação certa logo eles se depararão com alguns professores dispostos a aniquilar a fé, logo eles se encontraram com outros jovens que lhe apresentaram as coisas ‘’boas’’ da juventude, e logo eles estarão desviados, amigos jovens isso serve para vocês se vocês estão indo com a motivação influenciada pelo mundo logo o mundo os encantara mas do que você já estão encantado por vencer na vida.
Não sou contra cursar uma faculdade acredito que um dos lugares que mas tem precisado de pessoas que evangelizem e faça a diferença é os centros universitários,o que me deixa entristecido é que os milhares dos que deveriam estar fazendo isso lá não estão, eles querem ficar ricos e estabilizados, tudo bem nisso se enriquecerem e ficassem com o necessário desse o resto para a obra missionária ou para os pobres ou para instituições carentes, estariam corretissimos, o interessante é que mas do que enriquecimento para gastar com os seus prazeres, eles querem independência como o filho pródigo.

Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?
Mateus 6:25


3. CONSUMISMO: Maldita teologia da prosperidade! Ela enfatiza as posses. Com a vida do dinheiro a sociedade desandou mas um pouco, percebemos isso em toda história humana o homem sempre carregou um orgulho dentro de si de querer mas do que o necessário, sempre houve um intenso desejo de se mostrar superior aos outros e uma das formas de se mostrar superior é com é as posses, há sempre uma satisfação interior quando obtemos algo que os outros não tem, é natural nosso à vaidade. A sociedade corrompida se move no ciclo de despesas desnecessárias e os crentes modernos que gostam de andar a ré do mundo tem sido altamente influenciados pelo consumismo, o coração do consumismo bate dentro dos centros urbanos e suas veias estão dentro dos shoppings seu sangue são os seus clientes compulsivos, e por incrível que pareça conseguimos encontrar vários cristão que se dizem compadecidos pelos famintos da África pelos mendigos que estão ali bem na porta das lojas, aqueles que se dizem cheios de amor e que cantam aos domingos todas suas mentiras bem ali gastando com o desnecessário, para satisfazer suas vaidades. O mundo tem influenciado a atual ‘’igreja’’ com o gastar, Amigos se você já tem um carro que te atende bem pra que compra outro? Jovens se suas roupas baratas duram bastante tempo pra que gastar com roupas caríssimas? Patricias e boys porque gastam tanto com hamburgers, milkshakes, cinemas? Entendo que é gostoso mas porque todo dia, toda semana? O chão dos templos são passarelas? Os estacionamentos dos templos é uma disputa de carros zeros? Amigos com rendas baixas porque se endividam querendo ter o que os outros têm?

Ficam essas perguntas… olhemos para os necessitados, o
Problema não é gastar mas como é gasto, não é ganhar muito
Dinheiro mas como é utilizado o muito dinheiro .

Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam
Mateus 6:19.


4. EVANGELISMOS: O modo comercial atual utiliza para a promoção de seus produtos, para o alcance de resultados positivos nas vendas três pontos básicos o engrandecimento do cliente o engrandecimento do produto e a manipulação do cliente o fazendo pensar na enorme necessidade de se ter tal produto crendo que é o único do mundo que está ficando para traz. Se a publicidade for bem feita se consegue um êxito nos três pontos, no ego do homem o fazendo se sentir bem apenas de imaginar com determinado produto, engrandece o produto mesmo que ele não seja tão bom assim à boa propaganda consegue levar o cliente a uma visão deturpada do produto, e por fim o faz sentir ultrapassado por não ter o que todos têm, com isso ele acaba convencido de comprar o produto. O modo que os cristãos tem apresentado o evangelho ao mundo é nada mas do que uma forma de vendas utilizada pelo próprio mundo influenciada pelas táticas de propaganda, primeiro os cristão tentam elevar o ego dos homens, o não adverti de que todos os homens são maus é uma forma de engrandecer a pessoa a falta de confronto é uma forma de conforto para o ego do homem, a Segunda forma que os homens utilizam no evangelismo é tenta fazer o evangelho algo beneficente a vida terrena , nessa forma se apresenta um evangelho accessível razoável que não necessita de esforço, um evangelho que utiliza promessas e muitas falsas promessas para o torna mas aceito, a terceira forma é a maneira que os crentes tentam convencer os homens de que eles são os únicos que não estão na onda de virar crente, já vi varias vezes cristãos utilizando essas táticas e vemos como muitos se tornam evangélicos simplesmente por moda. Essa forma é antibíblica e mundana, utilizada na maioria dos evangelismos, cruzadas evangelisticas, iludindo os homens que com uma oração eles serão salvos ou se vierem na frente do púlpito, levantar sua mãos e fizer a oração do pecador os garantirá um lugarzinho no céu. Essa é mas uma forma herética utilizada pelos crentes atuais seguidores de Charles G. Finney um mal exemplo de ``avivalista`` que a maioria do povo evangélico por falta de conhecimento segue seu padrão de pregação, um exemplo que levou muitas vidas há uma experiência falsa de conversão aos que seguem sua metodologia vejam um relato de seu contemporâneo:

“Durante dez anos, centenas, e talvez milhares, foram anualmente relatados serem convertidos de todos os lados; mas agora é admitido, que conversões reais são comparativamente poucas. É declarado pelo próprio (Finney), que “a grande maioria deles são uma desgraça para a religião” [citado em Warfield, 2.23. www.monergismo.com]

E isso não se difere das atuais conferências evangelisticas espalhadas pelo mundo e nem ao menos das diversas conversões feitas por evangelismos errados muitas vidas geradas nesses evangelismos provavelmente irão se desviar, a salvação vem com arrependimento e fé não por um método de publicidade a pregação do evangelho deve ser de maneira exortativa alertando os homens de seu estado falando da necessidade deles de se arrependerem dos seus pecados.

Mateus 4: 16-17 o povo que estava assentado em trevas viu uma grande luz; e aos que estavam assentados na região e sombra da morte a luz raiou.
Desde então começou Jesus pregar e a dizer: Arrependei-vos porque é chegado o Reino dos céus.


5. NAMORO: Vem de enamora inspirar amor, apaixonar-se, nada contra o termo, mas tudo contra o que acontece nos relacionamentos de um casal de namorados, Não precisa ser cego basta ser falso para ignorar os erros presentes num relacionamento de namorados mundanos, e os ‘’namoros cristãos’’ que infelizmente é aceito por quase todos, o que vejo de diferente no namoro mundano para o ‘’namoro cristão’’ estar basicamente que os líderes alertam contra o sexo, mas os defeitos de um namoro não estar apenas no sexo antes do casamento, apesar de ser um dos mas falados a se evitar, o namoro é algo totalmente mundano em meio a uma cultura que diz namore e diz pule a beleza de estar solteiro e de se encher das coisas de Deus, namore e mantenha um relacionamento errado, o povo cristão se rende ao erro cultural e aceita sua prática, não é atoa que vemos a cada dia mais casais de pouca idade, o modo de relacionamento entre solteiros que vemos hoje em relação a história é algo novo, não que os antigos não pecassem, mas era algo que pelos que tinham uma moral de religião era totalmente prevenido, rejeitado e ensinado, como que a cada dia mas esse tipo de erro é aceito dentro das igrejas, basta fazermos uma comparação dos relacionamentos que nossos avós tinham quando solteiros, com os relacionamentos vistos hoje observaremos um avançar incrível de desmoralidade, e não existe a desculpa de que os tempos mudaram e que avançamos juntos com a sociedade, sim os tempos mudaram mas os padrões de santidade são os mesmos. Quase todos amigos meus que tinham uma vida compromissada com Deus logo despencaram na busca da espiritualidade ao começarem namorar, aqueles que acompanham a juventude verá que isso é um fato o namoro diminui em muitos jovens seus interesses pelas coisas eternas e foca o interesse no companheiro, o namoro tem sido responsável pelo frustração de muitos jovens. Jovens que vivem pecando em seus namoros larguem essa vida torta e vivam para Deus façam uma forte amizade com seus companheiros(a) e se dediquem a Deus a ordem é amizade, noivos, casados, namorados.

1 Coríntios 7: 31-32 E os que usa, deste mundo, como se dele não abusassem, porque a aparência deste mundo passa. 32 E bem quisera eu que estivesse sem cuidado. O solteiro cuida das coisas do Senhor em como há de agradar ao Senhor.

Deveríamos encontrar na religião cristã, que diz seguir os ensinamentos do Grande Mestre e dos santos apóstolos uma forte oposição ao sistema mundano deveríamos ver um povo forte que se opõe a tudo aquilo que vai contra os padrões bíblicos, mas pelo contrario vemos um povo passivo e influenciado pelo mundo simplesmente por não estarem mortos para ele.

A solução para vivermos vidas mortas para o mundo não estar em se isolar, se esconder da realidade, fugir do contato com os pecadores, fugir dos afazeres seculares, o que o evangelho nos propõe não é der sermos luz aonde já existi luz mas de sermos Luz nas trevas.
(Mt 5:14) O modo como venceremos esse mundo estar na nossa fé com ela rejeitaremos todas as ilusões oferecidas pelo mundo todo engano viveremos em um mundo mal sendo santos.

Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. João 17:15
Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé.
Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? 1João 5:4-5


É com um enorme desejo que lhes peço abandone esse mundo abandone os seus prazeres abandone as influências geradas por esse sistema, nada vale e tudo é ilusão para nossa carne, se entregue totalmente a Deus o busque com todo afinco, o mundo os odiará, mas lembrem-se eles odiaram primeiro nosso Mestre vocês se tornarão inimigos dele, demônios lutarão contra vocês, suas cabeças estarão prestes a rolar, mas os encorajo dizendo maior é a gloria que há de ser revelada, o mundo passageiro de nada vale comparado com a gloria que espera por aqueles que permacerem firmes aqueles que não se renderam aos manjares nem aos deuses desse mundo os que resistirem verão o Rei, por isso neguem o mundo e permaneçam firmes na nossa breve peregrinação.

Soli Deo Gloria.

Oração de um cristão


Certa vez um jovem cristão que desejava uma real manifestação da Igreja do Nosso Senhor Jesus Cristo orou assim:

"Pai,me ajude!
Eu não sei por onde caminhar.
O caminho que foi percorrido pelos meus primeiros irmãos, que creram no mesmo evangelho que eu, parece que foi apagado e não se acha um mapa na terra
para reencontrá-lo.

Os "profetas" que estão diante do teu povo, só falam sobre como este mundo pode ser um ótimo investimento para os Seus filhos, sobre como eles podem
glorificar teu nome através do tesouros que podem conseguir na terra, tesouros imundos e perecíveis...Eles, os "profetas", não derramam mais as
lágrimas que acompanham aqueles que não são indiferentes a Você, as visões dos "profetas" eram falsas e inúteis; eles não expuseram o pecado do povo
para evitar esse cativeiro no qual ele se encontra hoje. As mensagens que eles pregavam eram falsas e enganosas.

Os líderes não se importam mais com o que Você pensa ou quer, eles só querem ter sucesso nos projetos que dizem pertencer a Você mas levam a bandeira
deles na frente e não a do Teu Reino. Interpretam as tuas palavras, que foram ditas no passado e se fazem ouvir para todo sempre, de acordo com o desejo
dos seus corações enganosos, eles as torcem e distorcem da mesma maneira que Pedro nos alertou no passado. E infelizmente o povo, movido pela ganância e pelo
consumismo que saem dos púlpitos direto para seus corações e intelectos, têm o nome de vivo mas está morto.

Nós, Pai, temos sido um povo rebelde. Nos desviamos do Teu caminho, nos desviamos de Cristo que é o Caminho a verdade e a vida...
Nos gloriamos mais no conhecimento que obtivemos através dos grandes servos que viveram no passado do que em conhecer você e te compreender...
Expomos nossos pontos de vista e brigamos uns com os outros nos Blogs e sites para exaltar o quanto nós sabemos sobre Você, mesmo te conhecendo só de ouvir
falar e nunca termos uma manifestação real de quem você é...
Estamos melhor preparados para derrubar os nossos irmãos do que levantá-los...
Temos buscado mais afirmação pessoal na admiração daqueles que estão na terra do que a aprovação que vem da Tua parte dos céus...

Não nos deixe continuar inúteis em nossos pecados, Pai!!!
Como podemos reclamar por sermos punidos pelos nossos próprios pecados...ajuda-nos a enchergar o grande abismo que há entre Carregar a Cruz e ser Punido
por você.
Ajuda-nos a examinar e colocar os nossos caminhos à prova, para podermos nos voltar para você.

Que rio de lágrimas corram dos meus olhos, porque meu povo foi destruído...que meus olhos chorem sem parar, sem nenhum descanso, até que o Senhor comtemple
do céu e veja.

Mesmo que a minha geração tenha falhado, eu sei que Você reina para sempre e que Teu trono permanece para sempre.

Então restaura-nos para Ti, Senhor, para que voltemos; renova os nossos dias como antigamente, assim seremos úteis para ti...

Amém."

Perseverança

"É desse modo, sim, é desse modo que todo cristão, quando padece aflições corporais na vida presente, deve considerar a geena e reparar em quão leve é o que
sofre. Não murmure contra Deus, não diga: "Que te fiz eu, ó Deus, por que estou sofrendo?" Antes diga o que disse Jó, embora ele fosse santo: "Encontraste
todos os meus pecados e os reunistes diante de Ti". Não ousou proclamar-se sem pecado quando sofria, não para ser punido mas para ser aprovado. Também
assim fale cada um quando padecer (...).

Ah! Se nossos olhos pudessem ver as almas dos santos que nessa guerra foram mortos, veríeis como Deus poupou a cidade. Pois milhares de santos descansam
em paz, felizes, e dizem a Deus: "Nós Vos damos graças porque nos livrastes das tribulações da carne e dos tormentos. Nós Vos damos graças porque já
não tememos os bárbaros, nem o diabo, nem a fome, nem a tempestade, nem os inimigos, nem os tribunais perseguidores da fé, nem os opressores. Estamos
mortos na terra, mas imortais ante Vós, salvos no Vosso reino, por graça Vossa e não por mérito nosso". Agostinho, Sermão sobre a Devastação de Roma em 410 d.C"



por João Vítor

Povos perto de nós não alcançados

Jesus, os Fariseus e o Livre-Arbítrio


Para muitos, hoje em dia, é intrigante que Jesus coloque tal valor nos direitos soberanos da liberdade eletiva de Deus, a ponto de falar da maneira como o faz àqueles que O rejeitam. Ele fala de maneira a impedi-los de vangloriarem-se, como se pudessem anular os propósitos últimos de Deus. Em João 10.25-26, por exemplo, Jesus respondeu aos céticos que exigiam mais e mais provas: “Já vo-lo disse, e não credes. As obras que eu faço em nome de meu Pai testificam a meu respeito. Mas vós não credes, porque não sois das minhas ovelhas”. Pense nisto por um momento. Pense acerca do que significa e no fato que Jesus proferiu tais palavras a pessoas incrédulas.

Imagine-se como um fariseu ouvindo a mensagem de Jesus e dizendo a si mesmo: se Ele pensa que eu vou ser sugado para dentro desse movimento junto com coletores de impostos e pecadores, está louco. Eu tenho vontade própria e poder para determinar o meu próprio destino. Em seguida, imagine Jesus, sabendo o que se passa no seu coração e dizendo: “Você se vangloria em seu íntimo porque acha que tem o controle de sua própria vida. Você pensa que pode frustrar os planos máximos de meu ministério. Você imagina que os grandes propósitos de Deus na salvação são dependentes de sua vontade vacilante. Em verdade, em verdade eu lhe digo que a razão final pela qual você não crê é porque o Pai não o escolheu para estar entre as minhas ovelhas”. Em outras palavras, Jesus está dizendo: “O orgulho final da incredulidade é destruído pela doutrina da eleição”. Aqueles a quem Deus escolheu, Ele também os deu ao Filho; e aqueles a quem Ele deu ao Filho, o Filho também os chamou; e para aqueles que foram chamados, Ele deu sua vida; e para esses Ele deu alegria eterna na presença de sua glória. Este é o prazer do Pai.
Piper, John.
The Pleasures of God (Os Prazeres de Deus).
Portland, Multnomah, 1991. p. 137-139.
Ficarei em silêncio? Deus não permita!
Ai de mim, se me calar.
É melhor morrer, do que não me opor diante
dessa impiedade, que me faria participante da
culpa do inferno.


John Huss