Você realmente deseja conhecer a Deus?


Você realmente deseja conhecer a Deus?
“A Bíblia é o livro que os cristãos devem saber de cor”
Talvez alguns dos que leram essa frase pensem que quando digo isso estou na verdade querendo dizer: “Os Cristãos devem ter a bíblia decorada em suas mentes”. Não meus amigos, não, eu não quero dizer isso. Essa expressão, “saber de cor”, nasceu de uma expressão latina que significa “saber com o coração”, ou seja, “saber com algo que vai além do intelecto”. Então quando eu digo que a bíblia é um livro que todo cristão deveria saber de cor eu quero dizer isso:

“Todo cristão deve conhecer a bíblia além do que qualquer uma das palavras formadas através do papel e da tinta possa expressar”

Todo cristão deveria poder se unir a Kepler, um astrônomo alemão, em sua sincera oração e agradecer ao Senhor dizendo: “Ó Deus, graças te dou por permitir que eu pensasse seus pensamentos depois de Ti”.

Por incrível que pareça é possível estudar teologia sem ter qualquer tipo de vínculo com ela, sim é possível ser formado em teologia em um dos melhores institutos ou seminários e não ter um pingo da unção necessária para pregar o evangelho. Parafraseando o que alguns amigos meus já falaram: “As faculdades e seminários formam teólogos, não ministros da parte de Deus”

Certa vez, na época em que freqüentava um seminário, o professor de homilética (que nos ensinava a como passar uma mensagem) nos contou uma história, era algo parecido com isto:

“Durante seu período de oração um homem teve a seguinte visão: Um pregador eloqüente, muito bom com as palavras, citando versículo por versículo de seus pontos no esboço de cabeça e levando a multidão que o ouvia ao delírio. O homem que teve visão perguntou ao Senhor quem era o homem da visão. ‘Seria ele um avivalista? ’ ou um ‘novo reformador’. O Senhor respondeu ao homem: ‘Ele é um homem usado pelo diabo’. ‘O quê? - disse o homem surpreso’, ‘Mas ele está pregando a sua palavra’. O Senhor disse: ‘É que toda vez que minha palavra é pregada sem unção, ela só endurece ainda mais os corações. ’”

Você se lembra do que Jesus disse aos judeus queriam matá-lo?
“Eu tenho um testemunho maior que o de João; a própria obra que o Pai me deu para concluir, e que estou realizando, testemunha que o Pai me enviou. E o Pai que me enviou, ele mesmo testemunhou a meu respeito. Vocês nunca ouviram a sua voz, nem viram a sua forma, NEM A SUA PALAVRA HABITA EM VOCÊS, pois não crêem naquele que ele enviou. Vocês ESTUDAM CUIDADOSAMENTE AS Escrituras, porque pensam que nelas vocês têm a vida eterna. E são as Escrituras que testemunham a meu respeito;” João 5:36-39


O conhecimento bíblico sem o conhecimento espiritual da bíblia é uma das coisas que tem mais me preocupado nessa geração emergente de jovens calvinistas que possuem uma teologia reformada e correta, realmente isso me preocupa: um conhecimento disfarçadamente desinteressado no Deus que está sendo “profundamente” estudado. W. J. Seaton disse certa vez:

“Nosso sistema educacional está próximo de educar pessoas acima de sua inteligência e nossas igrejas reformadas devem ter cuidado para não produzir novas gerações educadas teologicamente acima do nível de sua espiritualidade… Podemos ter uma geração que abraça o status da fé reformada mais que nunca se acha confrontada com o estigma de ser merecedora das chamas do inferno, salva apenas pelo exercício da livre graça de Deus, tão claramente expostas pelo calvinismo.”

Por isso me deixe te perguntar:

“Você realmente deseja conhecer a Deus?”

Não responda isso rapidamente. Não é uma pergunta de formulário.

Oração fervorosa de Tomás que desejava profundamente a religião do Espírito do que a religião do Credo:

“Os filhos de Israel no passado disseram a Moisés: ‘Fala-nos tu, e te ouviremos; porém não fale Deus conosco, para que não morramos’. Isso não, Senhor, isso não, eu Te rogo; antes como o profeta Samuel, humildemente e fervorosamente eu Te imploro: ‘Fala, Senhor, porque teu servo ouve’. Não me fale Moisés, nem qualquer dos profetas, mas, antes, fala Tu, ó Senhor Deus, o inspirador, o iluminador de todos os profetas; pois Tu, sozinho, sem eles, podes instruir-me perfeitamente, mas, sem Ti, eles não podem ter proveito algum. Podem proferir palavras, é certo, mas não podem dar o Espírito. Deveras falam com a maior beleza, mas se Tu estás silencioso, eles não inflamam o coração. Eles ensinam a letra, mas Tu abres o sentido; eles expõem mistério, mas Tu pões a descoberto o significado das coisas seladas... Eles trabalham apenas exteriormente, mas Tu dás entendimento ao que ouve.”

Para se interpretar uma obra da melhor maneira é necessário que se conheça, no mínimo, a mente do autor. Mas “quem conheceu a mente do Senhor”? Bom, nós, como afirma o apóstolo, “temos a mente de Cristo”. Logo, meus amigos, para se conhecer a bíblia é necessário lê-la com o mesmo Espírito que a inspirou. Sem as Escrituras nada nos será revelado e sem revelação de nada nos adiantará as Escrituras.

“A melhor maneira de se conhecer os melhores livros dos melhores escritores cristãos é conhecendo melhor a bíblia”
João Vítor

2 comentários:

Alvaro disse...

tapa na cara véio, mando bem , realmente hj em dia nos temos nos contentado com palavras emocionantes de auto ajuda,
ungido esse autor "Joao Vitor".

Agnes disse...

Realmente hj em dia nos concordamos com todas a palavras "Agradaveis" ditas no pulpitos, e quando existe
um pastor que realmente fala a verdade é julgado como "o extraga prazer".Temos que nos leventar com ousadia e falarmos aquilo que queremos ou achamos que é necessario, mas aquilo que vem do coraçao de Deus!!!
Deus abençoe a todos!!!
Agnes Priscila

Ficarei em silêncio? Deus não permita!
Ai de mim, se me calar.
É melhor morrer, do que não me opor diante
dessa impiedade, que me faria participante da
culpa do inferno.


John Huss