Seja Rebelde! Cale a Boca e deixe Jesus falar.


Revolução e Reforma. Essas são as duas palavras mais batidas nas frases de efeito evangélicas nos nossos dias, mas o mais interessante hoje é que eu geralmente ouço essas palavras saindo da boca de jovens que só tem um visual maneiro, ou são um bando de filhinhos de papai mimados que só querem mais um motivo para bagunçarem. Dificilmente encontro jovens compromissados com Deus e realmente mais interessados em “que o Cordeiro receba a recompensa pelo seu sacrifício” do que em terem as suas idéias totalmente teóricas aprovadas pela massa e pelos seus pastores.

Três coisas me preocupam como cristão ultimamente:
1-Minha constante luta pra continuar andando com Deus buscando nele meu refúgio, meu norte de vida e minha salvação, em todas as situações;
2-O que será da igreja se continuar nessa caída constante rumo ao inferno. Mesmo sabendo que Deus não diz nada sobre avivamentos nos últimos dias, mas sim que muitos se desviariam da doutrina correta. Leia a bíblia.
3-Essa aparente “revolução” que tanto se fala em nossos dias.

Geralmente ela divide a igreja ao invés de fazê-la crescer em Cristo, em amor aprendendo a lidar e suportar uns aos outros. Esse tipo de revolução foge e muito da palavra, primeiro porque a maioria daqueles que as iniciam a conhecem muito pouco. Segundo, porque os mesmos que as iniciam não tem sequer o seus joelhos “sangrando” de tanto orar pelos seus irmãos e nem se importam com os mesmos. Terceiro, porque a maioria desses revolucionários não “revolucionaram” eles mesmo.
Não adianta querer consertar tudo se estamos quebrados ainda, podemos até tentar fazer uma nova cristandade* mas ela não resultaria em nada além da frustração de ver que Deus não estava conosco e nós conseguimos só alcançar adeptos para uma “nova idéia” de cristianismo ao invés de vidas rendidas a Deus mesmo.
Ser rebelde, ou revolucionário, nos nossos dias é calar a boca e aplicar aquilo que Jesus nos ensinou, que TUDO deve ser comparado com a soberania de Deus, que é Ele que dá a última palavra na história de cada um de nós e em cada medida que tomamos. Se a gente não fizer isso nos tornaremos escravos de um montão de coisas:

I-De poderosos que desejam determinar o que é justo e o que é injusto a seu bel-prazer, de grupos menores que tem a sua vontade feita por serem apadrinhados.
II-Nos tornaremos escravos dos nossos desejos que muitas vezes querem tomar o lugar de Deus nas nossas vidas. E querem exigir de nós uma adoração que só Deus merece. Muitas pessoas só tomam as suas decisões baseadas naquilo que desejam sem se dar conta que estão elevando os seus desejos a uma categoria que eles não podem ter. Há certas coisas que por causa de Deus ocupar o seu lugar em nós temos o dever de dizer não, mesmo que isso seja o nosso desejo.
III-Nos tornaremos escravos de relacionamentos desequilibrados e vamos fazendo sacrifícios em nome do desequilíbrio.
IV-Seremos escravos do consumismo, do sistema.

A Deus o que é de Deus e a cada coisa o que lhe pertence, submissa a vontade de Deus.
Devemos nortear os nossos relacionamentos com todas as coisas na vida submetendo-as a Deus, o lugar que Deus ocupa na história é o lugar que ele deve ocupar em nossos corações.

Perguntamos a nós mesmos “Isso está de acordo com o lugar que Deus deve ocupar na história?”.
-Deus deve ser aquele que decide o que é justo e o que é injusto;
-Deus deve ser aquele que decide o objetivo da vida, da existência;
-Deus deve ser aquele que decide como cada coisa deve ser e qual é o seu uso;
-Deus deve ser aquele que decide o que pode e o que não pode ser feito;

Porque Deus é único que realmente pensa no bem dos homens, na salvação e na emancipação deles. Todos nós pensamos nos nosso interesses. Por isso Deus deve ser o padrão. Todo cristão deve decidir baseado no que ele sabe que Deus é!

Pode parecer que reconhecer que Deus está acima de todas as coisas nos prende, mas na verdade é o que nos liberta. Porque põe TUDO nos seus devidos lugares. Põe os nossos desejos nos seus devidos lugares, põe as nossas intenções nos seus devidos lugares, põe os nossos relacionamentos nos seus devidos lugares, põe as nossas relações com o nosso governo nos seus devidos lugares, põe o nosso governo no seu devido lugar, põe o sistema econômico financeiro político social no seu devido lugar, põe o nosso relacionamento com o pastor no seu devido lugar e põe o pastor no seu devido lugar. Só o reconhecimento de que Deus está acima de todas as coisas e que ele é digno de toda honra e glória liberta o homem.

“Não importa o que os homens possam dizer, o que nós precisamos é de Deus mesmo!”

João Vítor

* Cristandade: Nome pelo qual ficou conhecido o estabelecimento do cristianismo niceno como religião oficial do império romano, cristianismo imposto a força pelo imperador Teodósio I

Um comentário:

Josiel Dias disse...

Olá meus irmãos Graça e Paz.

Parabéns pelo blog abençoado e edificante.
Gostaríamos de compartilharo nosso Blog; Mensagem Edificante para Alma
Se desejares conhecer o nosso blog, será um prazer
tê-lo como visitante e se desejares nos seguir, ficaremos felizes.

"Mensagem Edificante para Alma"
http://josiel-dias.blogspot.com/

Aprendendo uns com os outros crescemos em graça
e conhecimento.

Josiel Dias
Congregacional
Rio de Janeiro

Ficarei em silêncio? Deus não permita!
Ai de mim, se me calar.
É melhor morrer, do que não me opor diante
dessa impiedade, que me faria participante da
culpa do inferno.


John Huss