Homossexualismo na igreja- Parte V


A luta contra o pecado

Desde aquela época, em que se existiam grandes fortalezas com muralhas quase indestrutíveis, o poder da traição quase sempre foi decisivo nas guerras. A destruição só poderia ser evitada se o traídor fosse encontrado a tempo, pois se não o achassem a morte seria inevitável. A mesma coisa acontece conosco em relação ao pecado, existe um traídor dentro de cada um de nós. Nenhum ataque de Satanás seria tão eficaz se não houvesse nenhum correspondente interno em nós, ou seja, se não possuíssemos
uma natureza pecaminosa, a carne, os ataques do diabo seriam praticamente inúteis. William Barclay disse:
"A carne é aquilo que o homem fez de si mesmo em contraste com o homem conforme Deus o fez".
Quando o desejo por Deus é substituido por qualquer outra coisa em nossos corações, o pecado deixa sua forma de "fruto agradável aos olhos" e toma sua forma terrível de "aguilhão da morte", de separação eterna de Deus. Por isso, creio eu, seres que eram
tão capacitados para se desviar do mal como Adão e Eva, e até mesmo o próprio diabo, caíram.

"A nossa natureza humana ama fazer as coisas erradas, que são opostas às coisas que o Espírito Santo quer. E o Espírito nos dá desejos que estão opostos aos que a natureza humana quer. Essas duas forças estão constantemente lutando, e as descisões de vocês nunca estão livres desse conflito." Gálatas 5:16-18

Os nossos pecados não podem ser simplesmente ignorados, precisamos buscar ajuda em Deus para que Ele nos guie através do Seu Espírito em nós. Colocar um pano sobre uma ferida não ira ajudar a curá-la, pelo contrário, na retirada do pano ela pode ficar ainda maior e mais séria. O homossexualismo dentro da igreja tem sido tratado assim, ignorado e encoberto, arrastando mais e mais homens e mulheres para o inferno. Não é por coincidência que quando Paulo começa a listar as obras da carne, em Gálatas 5:19, os pecados sexuais são os primeiros da lista. Esse tipo de pecado é o mais escondido e mais tratado com hipocrisia, tanto pelos heterossexuais quanto pelos homossexuais.

Quero compartilhar 5 coisas que precisamos entender para lutarmos contra o pecado juntamente com a ajuda do Espírito.

1-Homem não regenerado

Certa vez em uma entrevista John Gagnon* disse:
"Não há um conflito entre o que está dentro do indivíduo e o que a cultura diz, mais sim um conflito dentro da cultura. Entre o que as pessoas gostariam de fazer e o que é considerado apropriado fazer. A cultura oferece diversas possibilidades. Você pode querer ter relações homossexuais, fazer sexo só no casamento, transar com uma pessoa bem jovem ou mais velha. Todas as possibilidades estão lá, mas a cultura também, diz que são as corretas."
Mas será que são somente as raízes culturais que influenciam as decisões dos homens?
Ovídio disse em Metamorfoses 7.20:

"Video meliora, proboque; Deteriora sequor."

"Vejo as coisas melhores, e concordo com elas, mas sigo a piores."

Sêneca, um dos mestres de Nero, em Cartas 112.3:
"Os homens, amam e odeiam os seus vícios ao mesmo tempo"

A grande maioria dos homens sabem diferenciar o certo do errado, até mesmo aqueles que tentam ignorar os "parâmetros" da sociedade em que se encontram, mas existe dentro de todos eles um impulso indomável que os controla e os arrasta segundo os desejos de seus corações cheios de pecado. A Bíblia nos revela o tamanho da contaminação do nosso coração:
"O Senhor viu que a perversidade do homem tinha aumentado na terra e que toda inclinação dos pensamentos do seu coração era
sempre e somente para o mal" Gn. 6:5

"O coração é mais enganoso que qualquer outra coisa e sua doença é incurável. Quem é capaz de compreendê-lo?"Jr. 17:9

Paulo nos mostra em suas cartas:
*Que antes de seguirmos a Cristo éramos escravos e estavamos livres da justiça;
"Quando vocês eram escravos do pecado, estavam livres da justiça" Romanos 6:20

*Que "saber" o que é certo não nos dá o poder de fazer o que é certo;
"E, se faço o que não desejo, admito que a Lei é boa...Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo"Romanos 7:16 e 18b

*Que a nossa mentalidade(pensamentos e desejos) é totalmente contrária a de Deus:
"a mentalidade da carne é inimiga de Deus porque não se submete à Lei de Deus, nem pode fazê-lo."Romanos 8:7

*Que éramos escravos de demônios:
"Antes, quando vocês não conheciam a Deus, eram escravos daqueles que, por natureza, não são deuses" Gálatas 4:8

Um homem pode saber tudo sobre teologia, pode ser um líder dentro da igreja, pode ter nascido e sido criado dentro dela, pode ter a mais bela confissão de fé já feita...pode ter todas as coisas e praticado todos os rituais religiosos. Afirmo com toda certeza, se no profundo do seu coração, mesmo em meio suas falhas e quedas por causa da natureza carnal, não existir amor e desejo pelo Senhor Jesus Cristo acima de todas as coisas, tal homem não é salvo.
"Não importa o que as religiões ou a igreja diga...o que nós precisamos é de Deus mesmo"

2-Homem regenerado
Creio que a verdadeira mudança que o poder da cruz trás está mais presente nos lugares de nossa alma onde os olhos daqueles que estão ao nosso redor não conseguiriam enchergar. Somente os nossos próprios olhos e os de Deus sabem, primeiramente, a
profundidade da obra que começou a ser edificada em nós desde que fomos alcançados pela maravilhosa graça de nosso Salvador.
A natureza do homem regenerado e seu desejo profundo são sempre os mesmos. Como Brennan Manning disse:
“O desejo mais fundo dos nossos corações é para a união com Deus. Deus criou-nos para a união Consigo: Isto é o propósito original de nossas vidas.”

As Escrituras nos mostram regeneração, santificação e graça:
"Eu lhes darei um coração novo e uma nova mente. Tirarei deles o coração de pedra, desobediente, e lhes darei um coração humano, obediente. Assim eles cumprirão as minhas leis e obedecerão fielmente a todos os meus mandamentos. Eles serão o meu
povo, e eu serei o Deus deles."Ez. 11.19-20

"Eu lhes darei um coração novo e porei em vocês um espírito novo. Tirarei de vocês o coração de pedra, desobediente, e lhes darei um coração bondoso, obediente. Porei o meu Espírito dentro de vocês e farei com que obedeçam às minhas leis e cumpram todos os mandamentos que lhes dei."Ez 36.26-27

Mas o fato de um homem estar sendo regenerado não quer dizer que ele não lutará contra o pecado, muito pelo contrário, quanto mais nos afastarmos da nossa antiga natureza ('carne' pecaminosa) para vivermos segundo a nova natureza que Cristo nos dá, maior
será a luta que teremos contra nossos desejos pecaminosos. A idéia de que a vida em santidade é tranqüila e calma, é pura invenção do diabo. Pois, "desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos céus é tomado a força, e os que usam de força
se apoderam dele" Mt. 11:12. E não é por qualquer tipo de força, é pelo "'meu Espírito', diz o Senhor dos Exércitos" Zc. 4:6b
J.I. Packer escreveu:
[1]"O que é que Paulo está afirmando sobre o evangelho? Resposta: aqueles que, como pecadores perdidos, entregam-se a Cristo em fé genuína assim recebendo o Espírito Santo, como todos os cristãos o recebem (ver Gl 3.2), recebem transformação nessa
transação. Eles recebem uma limpeza de consciência (a lavagem do perdão), a aceitação da parte de Deus (justificação) e a força para resistir e não externar as tentações específicas que experimentam (santificação). Assim um amigo meu, pregador, se expressou à sua congregação: "quero que vocês saibam que eu sou um adúltero não praticante". Desta forma ele testemunhava ter recebido o fortalecimento da parte de Deus."
"Com alguns crentes da igreja de Corinto, Paulo estava celebrando o a concessão de poder moral advindo do Espírito Santo, no campo heterossexual; junto com aqueles membros da igreja de Corinto, os homossexuais de hoje são conclamados a provar,
viver e celebrar o recebimento deste poder moral do Espírito Santo, no campo homossexual. Um outro amigo meu, a quem eu conheci durante 30 anos, viveu com desejos homossexuais durante toda a sua vida adulta, mas permaneceu um esposo e pai fiel, casto, sexualmente, pelo poder do Espírito Santo, de acordo com o evangelho. Ele é um modelo em todos os sentidos.
Todos nós sofremos tentações sexuais, de uma maneira ou de outra, mas podemos todos caminhar a jornada da castidade, assim possibilitados pelo Espírito, agradando, desta forma, a Deus."

"Portanto, irmãos, estamos em dívida , não para com a carne, para vivermos sujeitos a ela. Pois se vocês viverem de acordo com a carne, morrerão; mas, se pelo Espírito, fizerem morrer os atos do corpo, viverão, porque todos que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus" Romanos 8:12-14

3-Provação
As dificuldades da vida vêm sobre justos e injustos, o resultado final dependerá do que ambos são compostos. O final de um cristão verdadeiro nunca será igual ao de um "Impostor-gospel" que vaga por aí de igreja em igreja. "E, 'se ao justo é difícil ser salvo, que será do ímpio pecador?'"I Pe. 4:18

As provações sempre mostram o que está em nossos corações para nós mesmos e são sempre para o crescimento e desenvolvimento de nossa fé. Temos vários exemplos disso:
Paulo, por causa de uma doença aparentemente grave, pregou o evangelho aos que estavam na região da Galácia. O que resultou na conversão de muitos entre eles(Gl. 4:13).
Jó, após muita perseverança, obteve frutos ainda maiores, tanto espirituais(Jo 42:1-6) quanto materiais(Jo 42:12-17). Sendo os primeiros infinitamente superiores aos segundos.
Não haveria espaço suficiente para escrever sobre a galeria de homens provados e aprovados pelo Senhor, cujas histórias enchem as páginas das Sagradas Escrituras. Leia o livro de Hebreus no capítulo 11 e você terá um ótimo vislumbre da ligação entre fé e provação.
"Por isso mesmo, aqueles que sofrem de acordo com a vontade de Deus devem confiar sua vida ao fiel Criador e praticar o bem" I Pe. 4:19
"Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida, que Deus prometeu aos que o amam" Tiago 1:12
Isso se aplica a qualquer Cristão, inclusive os que tem desejos homossexuais.

E dentro de uma provação da parte de Deus, pode sim, vir uma tentação da parte do diabo...

4-Tentação

Segundo um amigo: "O diabo é o servo de Deus que mais trabalha". As tentações são as suas “iscas”, e o desejo pelo pecado em nossos corações, seu maior aliado. Por isso, precisamos tomar cuidado com as coisas que nos levam a pecar sutilmente. Sei
que muitas das vezes que pecamos o fazemos de propósito, simplesmente porque queremos satisfazer nossa natureza pelo pecado.
Mas, existem vezes em que eu me pego tentando me convencer de que algo não é pecado, justamente como Eva "se convenceu" e repartiu o seu pecado com Adão. Da onde você acha que vem essa banalização ou sugestão pelo pecado?
Muitas das vezes nosso inimigo só tem que unir o útil ao agradável.E é justamente nesse ponto que entra a tentação, duas declarações no Evangelho de Lucas no capítulo 4 são chaves:
1º no fim do verso 2, "e, ao fim deles, teve fome", isso nos mostra que a tentação vem de acordo com os nossos desejos, é lógica pura, ninguém é tentado pelo que não deseja, "Cada um tentado pelo próprio mal desejo, sendo por este arrastado e seduzido."Tiago 1:14. Ou seja, se você luta contra homossexualismo dificilmente Satanás irá usar uma mulher para te derrubar.
2º no fim do verso 13, "o Diabo o deixou até ocasião oportuna", existe um tempo e intensidade determinados para tentação, que podem ser permitidos pela vontade de Deus (Mt. 4:1 e Lc. 1:2) ou pela nossa falta de oração e vigilância(Mt. 26:41).
Creio que um dos pontos determinantes na tentação é justamente esse, a oração. Jesus não nos ensinou a orar pedindo para que não passássemos por tentações, ele nos ensinou a pedir para que não caíssemos nelas..."E não nos deixes cair em tentação..." Lucas 11:4b
A oração nos leva a depender de Deus, pois quando sabemos que não conseguiremos sozinhos, nós oramos ou nos desesperamos. Depende daquilo do que somos compostos.

Um determinado período de tempo e a possibilidade de serem superadas, são as duas características que as tentações e provações têm em comum. Mas as semelhanças param por aí, pois uma leva ao crescimento e outra a destruição, uma leva ao Leão da Tribo de Judá a outra ao leão que procura alguém para devorar.

"As tentações nas suas vidas não são diferentes do que as que outros experimentam. Deus é fiel. Ele não permitirá que a tentação seja maior do que possam suportar. Quando vocês forem tentados, ele providenciará um escape, para que a possam suportar." I Co. 10:13

Devemos lembrar que ser tentado não é pecado, pois o "escape" que Deus nos manda é justamente para evitarmos o pecado e sairmos por ele.
Lembrem-se:
"Não podemos impedir um pássaro de pousar em nossa cabeça, mas podemos impedí-lo de fazer um ninho nela."

5-Cicatrizes
"Somente quem teve feridas abertas sabe o valor das cicatrizes"
É interessante o fato de que quando Jesus ressucitou, ele teve a preocupação de mostrar aos seus discípulos todas as suas cicatrizes(Jo. 20:19-20), aqueles que não haviam crido através do aviso de que seu amado Mestre havia ressucitado, creram, após verem as suas cicatrizes. E esse tem sido o clamor dos escravos do pecado que se encontram dentro, e fora dos templos religiosos contemporâneos. Eles querem encontrar algo real, querem ver as nossas cicatrizes de feridas que um dia estavam abertas, mas hoje, foram saradas através do poder da ressurreição que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. Eles precisam enchergar em nós a existência de uma cura contra o pecado, precisam enchergar que Jesus é aquele que liberta o adúltero heterossexual e o homossexual. Por isso encorajo:
*Os homossexuais que são de alguma igreja a procurarem, entre os irmãos, alguém com quem possam conversar, abrir o coração e batalhar junto em oração, pois a palavra diz:
"Portanto, confessem seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa
e eficaz." Tiago 5:16

*Os homossexuais que possuem algum cargo ou liderança na igreja a entregarem seus cargos e procurarem ajuda da mesmo maneira que foi citada acima, pois um dia a máscara de vocês caíra e juntamente com ela será arrastada uma multidão de irmãos fracos na fé. Portanto entreguem seus cargos e se arrependam pelos seus pecados.

Quanto mais rápido vocês tirarem as máscaras mais rápido as deformações que o pecado traz serão curadas.

Jesus, aquele que estava morto mais agora vive para todo sempre, passou por todo caminho que nós passamos, nos mostrou suas cicatrizes da jornada terrena e nos deu seu Espírito para podermos cumprí-la. Ele sabe o caminho de volta para nossa casa. É para lá que Ele nos levará.
Sejam fiéis "Àquele que é poderoso para impedi-los de cair e para apresentá-los diante da sua glória sem
mácula e com grande alegria" JUdas 24

Amém.

fim

John Gagnon*: um dos sociólogos mais respeitados e conceituados na atualidade no assunto. Ele estuda o sexo há mais de 40 anos e foi um dos primeiros a refutar as idéias de Alfred Kinsey. Gagnon acredita que não é possível compreender um comportamento sexual sem conectá-lo devidamente ao contexto em que ele se insere, dependendo assim, das condições e da produção cultural existents no interior dos grupos.

Bibliografia V

[1]Por que me Retirei da Igreja Anglicana por J.I. Packer
site:http://www.monergismo.com/textos/homossexualismo/retirei_packer.htm

João Vitor

Nenhum comentário:

Ficarei em silêncio? Deus não permita!
Ai de mim, se me calar.
É melhor morrer, do que não me opor diante
dessa impiedade, que me faria participante da
culpa do inferno.


John Huss